Trabalho novo, vida nova...

Pois é, ainda estou pegando o rítmo de escrever novamente, mas talvez nunca mais seja o mesmo… Isso porque nesses últimos três meses minha vida teve uma forte guinada, a qual, em parte, meus leitores acompanharam…

Posted by Hµ63Z on

Pois é, ainda estou pegando o rítmo de escrever novamente, mas talvez nunca mais seja o mesmo… Isso porque nesses últimos três meses minha vida teve uma forte guinada, a qual, em parte, meus leitores acompanharam…

Minha contribuição para a Brasmarine chegou ao fim, portanto deixei de trabalhar lá em março. Isso foi uma grande porrada na minha cabeça, pois eu achava que ainda poderia contribuir mais. Infelizmente não foi a idéia dos administradores da empresa.

No mês seguinte houve o Fórum Internacional do Software Livre 7.0, e nele o lançamento da versão 1.0 final do Debian-BR-CDD. Isso demandou um trabalho frenético, mas muito recompensador. Palestrei no fórum, tendo a sala quase cheia e mais ou menos 30 minutos de perguntas muito interessantes.

Na volta do FISL7.0, meu computador (que estava sendo usado para demonstração da distro) não ligou mais. Foi-se aí mais um mês até seu retorno. Agora, estou sem monitor (os dois que eu tinha queimaram… Estou aceitando doações).

Nesse ínterim, tive que me dedicar a cuidar da minha família, pois foi localizado um câncer na minha sogra, já em estado terminal, o que foi outra porrada na cabeça de todos nós. Nesse tempo também, meu escritório em casa foi demolido para dar acesso à CEEE ao transformador do prédio (longa história, que não vale a pena reconstruir aqui).

Bom, com tudas essas tsunamis chegando juntas tornei-me um cara muito implicante, até encrenqueiro, que me fez ficar um tanto sem motivação para escrever.

Com o começo de Junho uma nova aurora se mostrou. Estou empregado como Desenvolvedor Linux pela Ditel WDN Brasil. No condomínio, estamos chegando a um acordo quanto à área que sobrou do acesso à CEEE para que eu possa reconstruir meu escritório.

Ou seja, tudo se encaminha para uma nova fase da minha vida, que tem mudado quase que anualmente desde 2004.


Comentários

Não existem comentários para este artigo.

Comente

Digite seu comentário abaixo. Os campos marcados * são necessários. Você deve visualizar o seu comentário antes de finalizar a postagem.

    



Comentários

Não existem comentários para este artigo.

Comente

Digite seu comentário abaixo. Os campos marcados * são necessários. Você deve visualizar o seu comentário antes de finalizar a postagem.

    




Comentários

Não existem comentários para este artigo.

Comente

Digite seu comentário abaixo. Os campos marcados * são necessários. Você deve visualizar o seu comentário antes de finalizar a postagem.