Pedro e Camila - O Espelho

Parte Final

No caminho para a pizzaria foram conversando sobre aquele sábado tão confuso para ela:

_ E o desenho, Pedro?

_ Tá lá...

_ Acabou??? Por que não me avisou??? Quero ver!

_ Calma… Ainda não acabei…

Posted by Hµ63Z on

Parte Final

No caminho para a pizzaria foram conversando sobre aquele sábado tão confuso para ela:

_ E o desenho, Pedro?

_ Tá lá...

_ Acabou??? Por que não me avisou??? Quero ver!

_ Calma… Ainda não acabei…

Ela pensava sobre aquilo, ‘Será algo tão difícil de entender?’. Ela não conseguia tirar isso da cabeça e ele nem sabia que ela estava tão intrigada em seu desenho…

_ Pedro…

_ Fala…

_ Essa pizza tá uma delícia, não?

Ele sorri…

_ Fala, Camila…

_ Falar o que?

_ Fala pra mim o que você tá pensando…

_ Já falei… Essa pizza tá deliciosa…

_ Então tá... – ele deixa um sorriso intrigante no ar…

_ Tá rindo do que?

_ Nada… Você tá linda hoje…

‘Poxa… Fiquei intrigada com esse sorrisinho dele…’, mas ela tentava não transparecer toda sua intrigação.

_ Pedro…

_ Huh?

_ Aquele desenho…

_ O que tem ele?

_ Era isso que eu ia perguntar…

_ Áh, Camila… Ainda não terminei…

_ Sei, mas você disse que queria me entender com ele…

Ele sorri como quem foi pego numa mentira.

_ Não… Eu quero te compreender…

_ Hum… Mas você já me compreende…

Outro sorrisinho maroto.

_ Te compreendo?

_ É...

_ Acho que não entendi…

_ Pô, Pedro… Você não me acha chata?

_ CHATA??? Claro que não…

_ Sabe… Hoje cedo eu te chamei, tagarelei um monte pela sua demora e você ficou lá, totalmente calmo…

_ Áh, Camila… Eu sou assim… Por que eu brigaria com você?

_ Sei lá... Por eu arrastar o chinelo no chão, por exemplo.

Ele ri debochadamente.

_ Que bilhete… – continua rindo – Mas eu gosto de ouvir seu chinelo arrastando no chão. Me avisa quando você está chagando…

_ Droga, Pedro! Eu to falando sério e você vem com deboche!

Ele começa a rir mais ainda…

_ Desculpa, Camila… Você fica tão bonita braba…

Ela se sente desmontada e fica em silêncio…

_ Camila…

_ Que?!

_ Não fica braba comigo… – com um sorrisinho.

‘Áh… Eu não consigo ficar brava com ele…’, mas ela já começava a se compreender. Voltaram para casa e ela, exausta, foi se deitar, enquanto ele tentava terminar o desenho.

_ Pedro… Vem deitar?

_ Hu-hum…

_ Então vem… To com frio…

_ Tá... Só deixa eu terminar isso aqui…

_ Tá bom…

Silêncio… Ela começa a cochilar quando sente a falta dele…

_ Pedro… Você não vem?

Ele se aproxima da cama e lhe mostra o desenho…

_ Que você acha?

Um longo tempo se passou… a expressão do rosto foi mudando… Ela estava com sono, olhos entreabertos, penumbra. ‘Onde está a luz?’ Dirigiu a lâmpada de cabeceira pro desenho. Imóvel, ela observava. Sobrancelhas cerradas, fixou-se na imagem. Fechou os olhos, chorou. ‘Essa sou eu?’ Balançou a cabeça negativamente. ‘Então… Aqui está um outro espelho!’

_ Vê só... ela sorri pra mim! – Camila sorriu, veio à tona aquela gargalhada que lhe é peculiar, estrondosa, espontânea, ingênua.

_ Pedro? É possível amar alguém assim? Assim tão mesclada, tão cheia de cores? Olha isso! Parece uma mancha… e eu… eu aqui.

_ O que você quer encontrar aí, Camila? Isso é só um desenho!

_ Só um desenho? Nao! Você mesmo disse: ‘quero te capturar aqui, quero te compreender’. Como pode isso?

_ Não pode, você sabe que não pode…

_ Ai… eu gosto do que você fez… Fiquei um tempão em frente ao espelho buscando sei lá o que… Também não tá aqui. Posso por na parede?

_ Não… eu vou guardar. Essa Camila que tá aqui é só minha – sorriu.


Comentários

  1. Momentos de nostalgia… essa história desperta sentimentos antigos que deveriam estar perdidos no tempo… devias tentar montar isso como uma peça!

Comente

Digite seu comentário abaixo. Os campos marcados * são necessários. Você deve visualizar o seu comentário antes de finalizar a postagem.

    



Comentários

  1. Momentos de nostalgia… essa história desperta sentimentos antigos que deveriam estar perdidos no tempo… devias tentar montar isso como uma peça!

Comente

Digite seu comentário abaixo. Os campos marcados * são necessários. Você deve visualizar o seu comentário antes de finalizar a postagem.

    




Comentários

  1. Momentos de nostalgia… essa história desperta sentimentos antigos que deveriam estar perdidos no tempo… devias tentar montar isso como uma peça!

Comente

Digite seu comentário abaixo. Os campos marcados * são necessários. Você deve visualizar o seu comentário antes de finalizar a postagem.