Cutucões de Amor

Enquanto caminhavam na Tijuca, Marina tentava chamar a atenção de Greg falando sobre as flores, as árvores, as pessoas que passavam por eles, o que pretendia fazer no resto do dia, mas ele permanecia calado.

Posted by Hµ63Z on

Enquanto caminhavam na Tijuca, Marina tentava chamar a atenção de Greg falando sobre as flores, as árvores, as pessoas que passavam por eles, o que pretendia fazer no resto do dia, mas ele permanecia calado.

_ Não dá pra falar enquanto se faz exercício… Vai ficar sem fôlego!

_ Então, pára de fumar!

Na verdade, Greg era muito calado pela manhã, ainda mais em uma manhã em que foi tirado da cama tão abruptamente.

Enquanto caminhava, tentava lembrar-se da noite anterior, quando queria assistir a estréia de uma nova série no canal a cabo.

_ Meu amor, é hoje que vai estrear aquela série que lhe falei… Quer assistir comigo?

_ Ah!, Greg… eu tava pensando em deitar cedo hoje…

Ele pega uma cerveja na geladeira, ‘Então tá...‘, se senta no sofá e abre a lata. Marina vai ao banheiro para arrumar-se para se deitar.

_ Greg, ‘cê vai ficar aí?

_ Poxa… Te disse que eu queria assistir…

Ela vira as costa e vai para o quarto… nem um beijo, nem um ‘boa noite’... apenas vira-se e deita-se na cama. Depois de alguns goles de cerveja, Greg percebe uma movimentação no quarto. Antes que pudesse se virar a porta enrompe com estrondoso som que chega a assustá-lo.

_ Que merda, cara! Tu não tá me vendo, não? Tu não ouve meus pedidos? Qualéquié??? Ah!, fica aí com essa merda de TV frigida! Vocês se merecem!!!

Novamente ela se vai para o quarto, mas dessa vez a porta se bate fortemente.

Greg continua parado, inerte, sem entender o furacão que passou em sua sala. Olha para a porta do quarto… ‘Enlouqueceu???‘, tenta tomar mais um gole de cerveja mas o líquido lhe trava na garganta, fazendo-o fazer força para que descesse e soltando uma tosse nervosa depois de engolir…

Greg… tá me ouvindo???‘, Marina o acorda do transe provocado pelas lembranças…

_ No que tu estava pensando?

_ Nada, Marina… Nada… O que tu estavas falando mesmo?



Comentários

Não existem comentários para este artigo.

Comente

Digite seu comentário abaixo. Os campos marcados * são necessários. Você deve visualizar o seu comentário antes de finalizar a postagem.

    



Comentários

Não existem comentários para este artigo.

Comente

Digite seu comentário abaixo. Os campos marcados * são necessários. Você deve visualizar o seu comentário antes de finalizar a postagem.

    




Comentários

Não existem comentários para este artigo.

Comente

Digite seu comentário abaixo. Os campos marcados * são necessários. Você deve visualizar o seu comentário antes de finalizar a postagem.