Anos ímpares X Anos pares.

Vocês podem achar estranho, mas tenho uma teoria que tem se confirmado a cada ano que passa. Minha teoria é que anos ímpares são muito melhores que anos pares. Vocês podem achar loucura, mas a cada ano par que passo, mais essa teoria se confirma.

Posted by Hµ63Z on

Vocês podem achar estranho, mas tenho uma teoria que tem se confirmado a cada ano que passa. Minha teoria é que anos ímpares são muito melhores que anos pares. Vocês podem achar loucura, mas a cada ano par que passo, mais essa teoria se confirma.

Querem que eu dê exemplo? Darei alguns:

  • 1999: foi um ano ótimo, vim para Porto Alegre, fui muito bem recebido pela família da minha (atual) esposa.
  • 2000: o Lucas (meu filho mais velho) foi encomendado – e isso foi bom, mas -, meus problemas com minha sogra começaram, meu sogro descobriu um câncer de estomago e, enquanto estava convalecendo de uma cirurgia nasceu o Lucas.
  • 2001: comecei a me especializar em administração de redes Linux, fazendo cursos e conhecendo pessoas ótimas na comunidade.
  • 2002: meu sogro faleceu.
  • 2003: nasceu meu filho mais novo (Gabriel).
  • 2004: a tia-avó da minha esposa faleceu.
  • 2005: comecei a trabalhar como administrador de redes e aprendi muito na função.
  • 2006: passei 9 meses do ano sem emprego, minha sogra faleceu, minha avó faleceu, me endividei mais do que podia.
  • 2007: comecei a trabalhar na empresa que a dois anos torço para conseguir um emprego.

Será que esses são motivos suficientes para demonstrar minha teoria? Não quero dizer que o mesmo vale para todo mundo, pois tenho certeza que para alguns anos pares sejam melhores que anos ímpares, e para outros não tem uma questão de par e ímpar, mas alguns anos são bons outros ruíns…

Mas as coincidências são incríveis, não?


Comentários

  1. cara na minha opinião isso deve ser de cada pessoa, pois pra mim os anos pares sempre foram melhores, os melhores anos da minha vida foram 2008, 2002 e 2000(3 pares) e os piores foram 2005, 2007 e 1999(3 impares) e 2009 ta sendo um porre “/ na minha concepção os anos pares sempre foram melhor, isso deve ter haver de acordo com a numerologia de cada indoviduo

  2. Nossa ano ímpar é um desastre pra mim, ainda mais no amor. Eu nunca tinha percebido isso mas de uns 8 anos pra cá comecei a perceber e olha que eu curto muito essas paradas de astrologia mas só a pouco tempo que eu me toquei e comecei a fazer as minhas analises e nesse ano entrei numa conclusão convicta:
    2001: conheci meu atual ex-marido (Adriano) no dia do meu niver( 16/06 ) até então td ótimo e o mais engraçado que no mesmo dia tive um arranca rabo com ele tremendo, depois de dias voltamos a nos falar e pedimos desculpas um para outro e simplesmente começamos a namorar sem mais nem menos: só que nos separamos 2 vezes dentro desse ano, eu tava com ele sem gostar enquanto ele era apaixonado por mim.
    2002: Comecei a trabalhar e ganhar um bom dinheiro e a estabilizar a minha vida com apenas 21 anos; No dia do meu niver e com 1 ano de namoro que eu tinha o Adriano me pediu em noivado, noivamos e eu estava totalmente apaixonada por ele e felizes! Fomos morar juntos!
    2003: Ele perdeu o emprego dele; tivemos que mudar o plano de nos casarmos na igreja e fazer festa; Fiquei desempregada no final do ano. Começamos a brigar por pequenos motivos! E eu e meus melhores amigos nos afastamos.
    2004: Adriano conseguiu trabalho, eu comecei a trabalhar tb em uma empresa. Ele teve lucros e eu tb. Só no final do ano que pai foi internado por conta de diabetes mas no final foi td tranqüilo.
    2005: Ocorreu no começo do ano uma prisão com o Adriano por porte ilegal de arma, pois ele era segurança, mas não tinha ainda registro da arma. Perdeu todo lucro que tinha com advogados e justiça para sua liberação. Ele ficou preso 1mes e meio. Por parte disso meu trabalho na empresa começou a afundar juntamente comigo e eu acabei entrando em depressão. Meu pai foi internado as pressas com principio de derrame. Ficou 2 meses internado sob tratamento e teve que amputar as metades do pés!
    2006: Ainda estava com depressão e síndrome do pânico, mas aos poucos fui me tratando e melhorando durante o ano e com apoio da minha família.
    2007: Voltei a ficar depressiva novamente, de 82kg cheguei a pesar 104 kg. Descobri traições do meu ex. Até que decidi me separar dele. Estava desempregada por parte da doença. Com 3 meses de separação o ex arranjou outra mulher! E parou de falar comigo. Estava cheia de dívidas.
    2008: Consegui um bom emprego: Entrei na faculdade de ed. Física: Consegui emagrecer 23 kg: Voltei a jogar Handebol profissional: Consegui elevar minha alta estima. O ex que antes não estava falando comigo, voltou a falar. Fiz novos amigos e voltei a ter contato com os antigos. Conheci pessoas novas. Meu ex me pediu pra voltar pra ele. Tive uma apaixonite por outro mas que não foi adiante.
    2009: O meu contrato no serviço não foi renovado, sendo assim não estou mais trabalhando, não to conseguindo trabalho; Acabei me envolvendo numa briga pra defender a minha mãe e levei um corte profundo na testa e uma pequena nos lábios. As finanças estão afetando os meus familiares. Não conheci ninguém ainda interessante; Tenho pensado demais no ex mesmo sabendo que ali é um caminho sem volta; Estou sem entusiasmo na faculdade, não tenho conseguido estudar, estou desanimada. Meus melhores amigos estão em fases difíceis parecida com a minha; Meu irmão anda meio doente; E eu tenho tido desmaios, enxaquecas, dores abdominais intensas, entre outras e 2009 pra mim ta se arrastando e devagar demais… parece que a minha espiritualidade esta presa no anos ímpares e nos pares eu sou solta… Tudo isso que eu escrevi parece brincadeira ou até mesmo engraçado para alguns, mas infelizmente é verdade… O que posso fazer é rezar pra que este ano termine bem e para que 2010 chegue o mais rápido possível!! Abraços!!!

    Pois é, temos que nos apoiar nos familiares e nos amigos para evitar que deixemos a peteca (ou a bola de handball) cair... Não desanime, se cuida com essas dores e bola pra frente... Boa sorte para nós... Também acabei de perder meu emprego mas 2010 promete ser melhor... Sempre é assim... :-) Grande abraço, Angelica, e obrigado por acompanhar meu blog...
  3. Eu costumava ter essa divisão de anos ímpares e pares também. Pra mim os ímpares também eram sempre os melhores. Até que chegou 1992, um ano inesquecível pra mim, foi maravilhoso. E pra completar chegou 1999, um ano péssimo pra mim.Percebi depois que, olhando pra trás, mesmo os anos que eu detestei sempre me trazem alguma lembrança boa, aliás quase sempre os anos anteriores têm me trazido mais memórias positivas que negativas. Afinal todos eles, ímpares e pares me ajudaram a ser quem sou hoje.

  4. você não esta só..néssa.
    Para Mim é exatamente a mesma Coisa.
    anos impares,são os melhores anos de nossas vidas.
    anos pares,são os piores anos,sofrimento,perca,dividas,morte.
    em falar nisso,Minha tia esta prestes a falecer,de Câncer,éla esta horrivel,e estou cheio de dividas,mas não chore,pos o ano impar que vem,sera um ano imcrivel,2013.
    e temos que aproveitar ele ao maximo,e juntar forças e se preparar para não sofrer no ano par !

  5. Cara, eu tenho esse mesmo problema, todo ano impar só me acontece coisas boas, principalmente financeiramente falando, em compensação tudo o que eu ganhei em um ano par eu perco no ano impar, e isso ocorre com uma maior intensidade nos 3 primeiros meses do ano, tanto que todas as vezes que eu fui dispensado de um emprego ocorreu exatamente no mês 03, (isso ocorreu 3x) e todas por motivos ilógicos que eu não soube entender muito menos explicar.

  6. Cara…
    Você tem toda razão!! Eu também tenho constatado isso e me sinto meio doida por pensar nestas coisas… hoje a noite resolvi pesquisar no Google, e vc não sabe o alívio que senti quando vi seu post! Então não sou a única que tem se dado conta disso! Bom, a boa notícia é que 2013 vem aí… vamos torcer para que seja um ano maravilhoso para todos nós!

  7. Para mim os anos pares são
    os ruins mesmo, nos anos ímpares sempre tenho que
    me recuperar
    das desgraças do ano
    anterior e
    o que é pior, nos anos terminados
    em 2 sempre acontece uma grande desgraça comigo, tipo acidente, assalto,
    perca amorosa, atec.

  8. Inexiste tal coincidência. E caso queira ter uma boa saúde, use o método normalmente usado em Cuba. Utilizando uma máquina de ozonioterapia e água. Um produto que mata “3000 vezes mais bactérias” que cloro e flúor, muito utilizado no Aquário de São Paulo.
    E boa saúde! :3

Opine

Digite seu comentário abaixo. Os campos marcados * são necessários. Você deve visualizar o seu comentário antes de finalizar a postagem.

    



Comentários

  1. cara na minha opinião isso deve ser de cada pessoa, pois pra mim os anos pares sempre foram melhores, os melhores anos da minha vida foram 2008, 2002 e 2000(3 pares) e os piores foram 2005, 2007 e 1999(3 impares) e 2009 ta sendo um porre “/ na minha concepção os anos pares sempre foram melhor, isso deve ter haver de acordo com a numerologia de cada indoviduo

  2. Nossa ano ímpar é um desastre pra mim, ainda mais no amor. Eu nunca tinha percebido isso mas de uns 8 anos pra cá comecei a perceber e olha que eu curto muito essas paradas de astrologia mas só a pouco tempo que eu me toquei e comecei a fazer as minhas analises e nesse ano entrei numa conclusão convicta:
    2001: conheci meu atual ex-marido (Adriano) no dia do meu niver( 16/06 ) até então td ótimo e o mais engraçado que no mesmo dia tive um arranca rabo com ele tremendo, depois de dias voltamos a nos falar e pedimos desculpas um para outro e simplesmente começamos a namorar sem mais nem menos: só que nos separamos 2 vezes dentro desse ano, eu tava com ele sem gostar enquanto ele era apaixonado por mim.
    2002: Comecei a trabalhar e ganhar um bom dinheiro e a estabilizar a minha vida com apenas 21 anos; No dia do meu niver e com 1 ano de namoro que eu tinha o Adriano me pediu em noivado, noivamos e eu estava totalmente apaixonada por ele e felizes! Fomos morar juntos!
    2003: Ele perdeu o emprego dele; tivemos que mudar o plano de nos casarmos na igreja e fazer festa; Fiquei desempregada no final do ano. Começamos a brigar por pequenos motivos! E eu e meus melhores amigos nos afastamos.
    2004: Adriano conseguiu trabalho, eu comecei a trabalhar tb em uma empresa. Ele teve lucros e eu tb. Só no final do ano que pai foi internado por conta de diabetes mas no final foi td tranqüilo.
    2005: Ocorreu no começo do ano uma prisão com o Adriano por porte ilegal de arma, pois ele era segurança, mas não tinha ainda registro da arma. Perdeu todo lucro que tinha com advogados e justiça para sua liberação. Ele ficou preso 1mes e meio. Por parte disso meu trabalho na empresa começou a afundar juntamente comigo e eu acabei entrando em depressão. Meu pai foi internado as pressas com principio de derrame. Ficou 2 meses internado sob tratamento e teve que amputar as metades do pés!
    2006: Ainda estava com depressão e síndrome do pânico, mas aos poucos fui me tratando e melhorando durante o ano e com apoio da minha família.
    2007: Voltei a ficar depressiva novamente, de 82kg cheguei a pesar 104 kg. Descobri traições do meu ex. Até que decidi me separar dele. Estava desempregada por parte da doença. Com 3 meses de separação o ex arranjou outra mulher! E parou de falar comigo. Estava cheia de dívidas.
    2008: Consegui um bom emprego: Entrei na faculdade de ed. Física: Consegui emagrecer 23 kg: Voltei a jogar Handebol profissional: Consegui elevar minha alta estima. O ex que antes não estava falando comigo, voltou a falar. Fiz novos amigos e voltei a ter contato com os antigos. Conheci pessoas novas. Meu ex me pediu pra voltar pra ele. Tive uma apaixonite por outro mas que não foi adiante.
    2009: O meu contrato no serviço não foi renovado, sendo assim não estou mais trabalhando, não to conseguindo trabalho; Acabei me envolvendo numa briga pra defender a minha mãe e levei um corte profundo na testa e uma pequena nos lábios. As finanças estão afetando os meus familiares. Não conheci ninguém ainda interessante; Tenho pensado demais no ex mesmo sabendo que ali é um caminho sem volta; Estou sem entusiasmo na faculdade, não tenho conseguido estudar, estou desanimada. Meus melhores amigos estão em fases difíceis parecida com a minha; Meu irmão anda meio doente; E eu tenho tido desmaios, enxaquecas, dores abdominais intensas, entre outras e 2009 pra mim ta se arrastando e devagar demais… parece que a minha espiritualidade esta presa no anos ímpares e nos pares eu sou solta… Tudo isso que eu escrevi parece brincadeira ou até mesmo engraçado para alguns, mas infelizmente é verdade… O que posso fazer é rezar pra que este ano termine bem e para que 2010 chegue o mais rápido possível!! Abraços!!!

    Pois é, temos que nos apoiar nos familiares e nos amigos para evitar que deixemos a peteca (ou a bola de handball) cair... Não desanime, se cuida com essas dores e bola pra frente... Boa sorte para nós... Também acabei de perder meu emprego mas 2010 promete ser melhor... Sempre é assim... :-) Grande abraço, Angelica, e obrigado por acompanhar meu blog...
  3. Eu costumava ter essa divisão de anos ímpares e pares também. Pra mim os ímpares também eram sempre os melhores. Até que chegou 1992, um ano inesquecível pra mim, foi maravilhoso. E pra completar chegou 1999, um ano péssimo pra mim.Percebi depois que, olhando pra trás, mesmo os anos que eu detestei sempre me trazem alguma lembrança boa, aliás quase sempre os anos anteriores têm me trazido mais memórias positivas que negativas. Afinal todos eles, ímpares e pares me ajudaram a ser quem sou hoje.

  4. você não esta só..néssa.
    Para Mim é exatamente a mesma Coisa.
    anos impares,são os melhores anos de nossas vidas.
    anos pares,são os piores anos,sofrimento,perca,dividas,morte.
    em falar nisso,Minha tia esta prestes a falecer,de Câncer,éla esta horrivel,e estou cheio de dividas,mas não chore,pos o ano impar que vem,sera um ano imcrivel,2013.
    e temos que aproveitar ele ao maximo,e juntar forças e se preparar para não sofrer no ano par !

  5. Cara, eu tenho esse mesmo problema, todo ano impar só me acontece coisas boas, principalmente financeiramente falando, em compensação tudo o que eu ganhei em um ano par eu perco no ano impar, e isso ocorre com uma maior intensidade nos 3 primeiros meses do ano, tanto que todas as vezes que eu fui dispensado de um emprego ocorreu exatamente no mês 03, (isso ocorreu 3x) e todas por motivos ilógicos que eu não soube entender muito menos explicar.

  6. Cara…
    Você tem toda razão!! Eu também tenho constatado isso e me sinto meio doida por pensar nestas coisas… hoje a noite resolvi pesquisar no Google, e vc não sabe o alívio que senti quando vi seu post! Então não sou a única que tem se dado conta disso! Bom, a boa notícia é que 2013 vem aí… vamos torcer para que seja um ano maravilhoso para todos nós!

  7. Para mim os anos pares são
    os ruins mesmo, nos anos ímpares sempre tenho que
    me recuperar
    das desgraças do ano
    anterior e
    o que é pior, nos anos terminados
    em 2 sempre acontece uma grande desgraça comigo, tipo acidente, assalto,
    perca amorosa, atec.

  8. Inexiste tal coincidência. E caso queira ter uma boa saúde, use o método normalmente usado em Cuba. Utilizando uma máquina de ozonioterapia e água. Um produto que mata “3000 vezes mais bactérias” que cloro e flúor, muito utilizado no Aquário de São Paulo.
    E boa saúde! :3

Opine

Digite seu comentário abaixo. Os campos marcados * são necessários. Você deve visualizar o seu comentário antes de finalizar a postagem.

    




Comentários

  1. cara na minha opinião isso deve ser de cada pessoa, pois pra mim os anos pares sempre foram melhores, os melhores anos da minha vida foram 2008, 2002 e 2000(3 pares) e os piores foram 2005, 2007 e 1999(3 impares) e 2009 ta sendo um porre “/ na minha concepção os anos pares sempre foram melhor, isso deve ter haver de acordo com a numerologia de cada indoviduo

  2. Nossa ano ímpar é um desastre pra mim, ainda mais no amor. Eu nunca tinha percebido isso mas de uns 8 anos pra cá comecei a perceber e olha que eu curto muito essas paradas de astrologia mas só a pouco tempo que eu me toquei e comecei a fazer as minhas analises e nesse ano entrei numa conclusão convicta:
    2001: conheci meu atual ex-marido (Adriano) no dia do meu niver( 16/06 ) até então td ótimo e o mais engraçado que no mesmo dia tive um arranca rabo com ele tremendo, depois de dias voltamos a nos falar e pedimos desculpas um para outro e simplesmente começamos a namorar sem mais nem menos: só que nos separamos 2 vezes dentro desse ano, eu tava com ele sem gostar enquanto ele era apaixonado por mim.
    2002: Comecei a trabalhar e ganhar um bom dinheiro e a estabilizar a minha vida com apenas 21 anos; No dia do meu niver e com 1 ano de namoro que eu tinha o Adriano me pediu em noivado, noivamos e eu estava totalmente apaixonada por ele e felizes! Fomos morar juntos!
    2003: Ele perdeu o emprego dele; tivemos que mudar o plano de nos casarmos na igreja e fazer festa; Fiquei desempregada no final do ano. Começamos a brigar por pequenos motivos! E eu e meus melhores amigos nos afastamos.
    2004: Adriano conseguiu trabalho, eu comecei a trabalhar tb em uma empresa. Ele teve lucros e eu tb. Só no final do ano que pai foi internado por conta de diabetes mas no final foi td tranqüilo.
    2005: Ocorreu no começo do ano uma prisão com o Adriano por porte ilegal de arma, pois ele era segurança, mas não tinha ainda registro da arma. Perdeu todo lucro que tinha com advogados e justiça para sua liberação. Ele ficou preso 1mes e meio. Por parte disso meu trabalho na empresa começou a afundar juntamente comigo e eu acabei entrando em depressão. Meu pai foi internado as pressas com principio de derrame. Ficou 2 meses internado sob tratamento e teve que amputar as metades do pés!
    2006: Ainda estava com depressão e síndrome do pânico, mas aos poucos fui me tratando e melhorando durante o ano e com apoio da minha família.
    2007: Voltei a ficar depressiva novamente, de 82kg cheguei a pesar 104 kg. Descobri traições do meu ex. Até que decidi me separar dele. Estava desempregada por parte da doença. Com 3 meses de separação o ex arranjou outra mulher! E parou de falar comigo. Estava cheia de dívidas.
    2008: Consegui um bom emprego: Entrei na faculdade de ed. Física: Consegui emagrecer 23 kg: Voltei a jogar Handebol profissional: Consegui elevar minha alta estima. O ex que antes não estava falando comigo, voltou a falar. Fiz novos amigos e voltei a ter contato com os antigos. Conheci pessoas novas. Meu ex me pediu pra voltar pra ele. Tive uma apaixonite por outro mas que não foi adiante.
    2009: O meu contrato no serviço não foi renovado, sendo assim não estou mais trabalhando, não to conseguindo trabalho; Acabei me envolvendo numa briga pra defender a minha mãe e levei um corte profundo na testa e uma pequena nos lábios. As finanças estão afetando os meus familiares. Não conheci ninguém ainda interessante; Tenho pensado demais no ex mesmo sabendo que ali é um caminho sem volta; Estou sem entusiasmo na faculdade, não tenho conseguido estudar, estou desanimada. Meus melhores amigos estão em fases difíceis parecida com a minha; Meu irmão anda meio doente; E eu tenho tido desmaios, enxaquecas, dores abdominais intensas, entre outras e 2009 pra mim ta se arrastando e devagar demais… parece que a minha espiritualidade esta presa no anos ímpares e nos pares eu sou solta… Tudo isso que eu escrevi parece brincadeira ou até mesmo engraçado para alguns, mas infelizmente é verdade… O que posso fazer é rezar pra que este ano termine bem e para que 2010 chegue o mais rápido possível!! Abraços!!!

    Pois é, temos que nos apoiar nos familiares e nos amigos para evitar que deixemos a peteca (ou a bola de handball) cair... Não desanime, se cuida com essas dores e bola pra frente... Boa sorte para nós... Também acabei de perder meu emprego mas 2010 promete ser melhor... Sempre é assim... :-) Grande abraço, Angelica, e obrigado por acompanhar meu blog...
  3. Eu costumava ter essa divisão de anos ímpares e pares também. Pra mim os ímpares também eram sempre os melhores. Até que chegou 1992, um ano inesquecível pra mim, foi maravilhoso. E pra completar chegou 1999, um ano péssimo pra mim.Percebi depois que, olhando pra trás, mesmo os anos que eu detestei sempre me trazem alguma lembrança boa, aliás quase sempre os anos anteriores têm me trazido mais memórias positivas que negativas. Afinal todos eles, ímpares e pares me ajudaram a ser quem sou hoje.

  4. você não esta só..néssa.
    Para Mim é exatamente a mesma Coisa.
    anos impares,são os melhores anos de nossas vidas.
    anos pares,são os piores anos,sofrimento,perca,dividas,morte.
    em falar nisso,Minha tia esta prestes a falecer,de Câncer,éla esta horrivel,e estou cheio de dividas,mas não chore,pos o ano impar que vem,sera um ano imcrivel,2013.
    e temos que aproveitar ele ao maximo,e juntar forças e se preparar para não sofrer no ano par !

  5. Cara, eu tenho esse mesmo problema, todo ano impar só me acontece coisas boas, principalmente financeiramente falando, em compensação tudo o que eu ganhei em um ano par eu perco no ano impar, e isso ocorre com uma maior intensidade nos 3 primeiros meses do ano, tanto que todas as vezes que eu fui dispensado de um emprego ocorreu exatamente no mês 03, (isso ocorreu 3x) e todas por motivos ilógicos que eu não soube entender muito menos explicar.

  6. Cara…
    Você tem toda razão!! Eu também tenho constatado isso e me sinto meio doida por pensar nestas coisas… hoje a noite resolvi pesquisar no Google, e vc não sabe o alívio que senti quando vi seu post! Então não sou a única que tem se dado conta disso! Bom, a boa notícia é que 2013 vem aí… vamos torcer para que seja um ano maravilhoso para todos nós!

  7. Para mim os anos pares são
    os ruins mesmo, nos anos ímpares sempre tenho que
    me recuperar
    das desgraças do ano
    anterior e
    o que é pior, nos anos terminados
    em 2 sempre acontece uma grande desgraça comigo, tipo acidente, assalto,
    perca amorosa, atec.

  8. Inexiste tal coincidência. E caso queira ter uma boa saúde, use o método normalmente usado em Cuba. Utilizando uma máquina de ozonioterapia e água. Um produto que mata “3000 vezes mais bactérias” que cloro e flúor, muito utilizado no Aquário de São Paulo.
    E boa saúde! :3

Opine

Digite seu comentário abaixo. Os campos marcados * são necessários. Você deve visualizar o seu comentário antes de finalizar a postagem.