2012 será o fim...

Muitos profetas viram o fim dos tempos. Trata-se de uma constante em praticamente todas as religiões, em todas as culturas, em todos conceitos de vida. Isso acontece porque a vida é cíclica e, assim, tem um início, um meio e um fim. As teorias são muitas e diversificam muito de religião para religião, de cultura para cultura. Estudiosos têm se debruçado sobre o tema e estão vendo uma convergência em nossos tempos. A essa convergência é dado o nome de “Efeito Nostradamus“.

Posted by Hµ63Z on

da inovação na informática


Muitos profetas viram o fim dos tempos. Trata-se de uma constante em praticamente todas as religiões, em todas as culturas, em todos conceitos de vida. Isso acontece porque a vida é cíclica e, assim, tem um início, um meio e um fim. As teorias são muitas e diversificam muito de religião para religião, de cultura para cultura. Estudiosos têm se debruçado sobre o tema e estão vendo uma convergência em nossos tempos. A essa convergência é dado o nome de “Efeito Nostradamus“.

Nostradamus foi um profeta francês do século 14 que em suas profecias viu o fim dos tempos depois de duas guerras mundiais, em um período de um papa fraco que substituiu um papa muito forte e idolatrado. Pela profecia não se consegue saber exatamente o momento histórico em que ocorre, mas podemos dizer que só por ter visto as duas guerras mundiais quase 5 séculos antes deles acontecerem dá muitos créditos ao homem.

Estamos em 2011, e alguns estudiosos calcularam que as profecias do francês ocorreriam em 2012… Esse mês comecei a me preocupar…

Nunca achei que o que Nostradamus viu seria o fim de tudo, mas sim o fim do mundo como o conhecemos. Assim, o mundo mudaria muito… Me arrisco a dizer que já aconteceu… E não foi em um ano, mas em 50 anos.

Nesses últimos 50 anos tivemos uma revolução no mundo. Os computadores evoluíram de ábacos à supercomputadores quânticos. Realmente, quem nasceu no início do século 20 já não reconheceria mais o mundo do século 21, e grande parte dessa grande mudança ocorrida se deve a pessoas revolucionárias, inovadoras, criativas acima de tudo, com soberba de acharem que podem mudar a vida dos seres humanos e coragem para fazê-lo de fato.

Um desses grandes revolucionários foi Steve Jobs, o fundador da Apple, criador do Machintosh, do iMac, do iPhone, do iPod, do iPad… Steve era um cara terrível como patrão, pois fazia seus funcionários trabalharem até duas semanas ininterruptamente e uma parte de sua história (cerca de 1/3) é retratada no filme “Piratas do Vale do Silício”, de 1999:

Outro grande visionário, que inclusive permitiu que Jobs se tornasse a grande figura que é, foi Dennis Ritchie, pai da linguagem de programação C (que posteriormente evoluiu para C+, C++ e C#). Se você está vendo essa página, seja qual for seu navegador de internet ou sistema operacional que utiliza, deve agradecer à criação de Dennis. A linguagem C é, ainda hoje, a base do núcleo de qualquer sistema operacional.

Como se não bastasse, Ritchie também foi co-criador do sistema operacional Unix, sistema que serviu de base para o Projeto GNU, e por sua vez, é a base de qualquer sistema GNU/Linux. Portanto, se existe Software Livre e/ou Proprietário, hoje em dia, tudo começou com um código fonte e um compilador… criado poe Dennis Ritchie. Digo isso porque o compilador C foi criado para proporcionar uma programação em um nível mais simples, no entanto, mantendo a velocidade e o poder das linguagens de baixo nível.

Outubro de 2011 fica marcado como o mês da morte desses dois ícones da informática mundial. A revolução da informática parece ter chegado ao fim, e a profecia de Nostradamus parece ter se concretizado. O mundo que esses dois proporcionaram é totalmente diferente do mundo que tínhamos a 50 anos, e não existe uma forma possível de comparação entre esses dois momentos.

Fiquemos tranquilos, portanto, pois o mundo não vai acabar… ele já acabou!


Comentários

Não existem comentários para este artigo.

Opiniões

Digite seu comentário abaixo. Os campos marcados * são necessários. Você deve visualizar o seu comentário antes de finalizar a postagem.

    



Comentários

Não existem comentários para este artigo.

Opiniões

Digite seu comentário abaixo. Os campos marcados * são necessários. Você deve visualizar o seu comentário antes de finalizar a postagem.

    




Comentários

Não existem comentários para este artigo.

Opiniões

Digite seu comentário abaixo. Os campos marcados * são necessários. Você deve visualizar o seu comentário antes de finalizar a postagem.