2005 de cara nova

Esse ano de 2004 foi terrível para todos, raros os que tiveram um ano a ser comemorado. Terrível essa minha constatação, mas é a pura verdade.

Posted by Hµ63Z on

Esse ano de 2004 foi terrível para todos, raros os que tiveram um ano a ser comemorado. Terrível essa minha constatação, mas é a pura verdade.

Durante esse ano perdi muitas coisas que gostava, perdi a paciência com meus filhos por diversas vezes, perdi de estar com minha esposa diversas noites, perdi oportunidades de crescimento, perdi poder aquisitivo, pedi dinheiro, perdi… Tantas e de tão variadas formas que e difícil lembrar de todas elas.

Mas chegou ao fim, e não tenho o menor temor de dizer: “Graças a Deus!”

O Ano de 2005 promete muitas mudanças, pois estou começando a trabalhar em um emprego novo, em uma nova empresa, com uma nova posição, cheia de esperança.

Aliás, acho que essa foi uma das poucas coisas que não perdi este ano: minha esperança. Sempre tive a esperança que o ano seguinte seria melhor, mesmo nos piores anos da minha vida (e acreditem, 2004 foi o pior ano da minha vida até agora).

Isso mostra que, mesmo caindo em um lugar comum, “a esperança é a última que morre”.

Portanto, nesse último dia útil de 2004, quero desejar a todos muita esperança (eterna por definição), muita saúde e paz para que possam correr atrás de tudo que querem: Paixão, emprego, dinheiro no bolso, aquele celular “da hora”, aquele computador de última geração, aquela menina linda que passa na frente da sua casa todos os dias e que você nunca teve coragem de se dirigir a ela, enfim, TUDO!

Muita paz e esperança em 2005. Boas entradas para todos!


Comentários

Não existem comentários para este artigo.

Comente

Digite seu comentário abaixo. Os campos marcados * são necessários. Você deve visualizar o seu comentário antes de finalizar a postagem.

    



Comentários

Não existem comentários para este artigo.

Comente

Digite seu comentário abaixo. Os campos marcados * são necessários. Você deve visualizar o seu comentário antes de finalizar a postagem.

    




Comentários

Não existem comentários para este artigo.

Comente

Digite seu comentário abaixo. Os campos marcados * são necessários. Você deve visualizar o seu comentário antes de finalizar a postagem.